Vai casar? Aprenda a planejar um orçamento

Buffet, docinhos, bebidas, decoração, vestido… A lista de itens para realizar um casamento é longa e planejar um orçamento é essencial para que a data se transforme realmente no grande dia!

A promotora de eventos Francielli Campos acredita que o primeiro passo da empreitada é estabelecer exatamente o valor que os noivos podem gastar:

. Quanto de dinheiro dispõem?
. Existe uma poupança para o casamento?
. Quanto pretendem juntar durante os meses de preparativos?
. Quanto vão deixar para um fundo de emergência?
. Quais são os planos para o futuro?

 

Os casais que iniciam os preparativos do casamento sem estabelecer esse orçamento podem acabar gastando muito mais e até começarem a vida a dois com dívidas. Por isso, vale muito planejar um orçamento!

 

Inicie pela lista de convidados

Além dos familiares e amigos íntimos, vocês querem convidar os parentes mais distantes, mas não desejam deixar de fora a turma do trabalho, os colegas da faculdade e da academia. Portanto, o ideal é fazer a primeira lista com o nome de todos os possíveis convidados e ir cortando aos poucos, até chegar a um número ideal.

Mas uma lista de convidados enxuta não significa que vocês terão menos gastos. Por exemplo: pode-se manter um número alto de pessoas e oferecer um buffet simples e saboroso. Por sua vez, vocês podem optar por uma lista menor e oferecer um jantar mais sofisticado. Tudo depende das preferências.

 

Qual é o principal item do casamento?

Fora o vestido de noiva, sempre há algo que os noivos querem para o grande dia. Um jantar à francesa? O cover da banda favorita? Decoração com rosas vermelhas? Uma mesa de doces inesquecível?

“Alguns dão importância maior para o buffet, então economizam em outros itens. Existem casais que investem na atração musical. Há aqueles que focam na decoração e optam por um buffet simples”, explica a cerimonialista Claudia Leiko, sócia proprietária da Fábrica de Eventos. Segundo ela, cada casal tem uma preferência e cabe a eles conversarem e chegarem a um acordo para decidir o que será prioridade.

 

Cotações de fornecedores

Outra sugestão de Claudia é pesquisar muito bem a respeito dos fornecedores. As principais categorias são:

– Vestido + buquê.
– Buffet (se oferecer outros itens, como bebidas e docinhos, melhor).
– Atração musical.
– Espaço para a festa (aqueles que já disponibilizam mesas e cadeiras também saem mais em conta).
– Decoração (para baratear o custo, um truque é tentar dividir a decoração da igreja com as noivas que se casarão no mesmo dia).

A expert Claudia recomenda que os noivos pesquisem na internet, com familiares e amigos e definam entre três a cinco fornecedores. “Façam o contato, visitem os espaços e esclareçam todas as dúvidas antes de pedirem o orçamento. Só assim terão uma boa média de preço. Se não ficar dentro do valor estipulado, continuem a pesquisa”, observa.

 

Pagar à vista ou parcelado?

A maioria dos fornecedores costuma fazer um contrato para que o serviço seja pago em parcelas até a data do casamento. Mas quando puderem pagar à vista, muitas vezes, consegue-se negociar um bom desconto.

 

Vale a pena contratar o cerimonial?

Sim, se vocês procurarem por um profissional sério e que já tenha experiência. Mas vocês terão de ser transparentes em relação a quanto podem gastar com cada item. Assim, o cerimonialista vai lhes apresentar fornecedores idôneos, que oferecem serviços e produtos de qualidade e dentro do orçamento estabelecido.

Com um bom planejamento e a orientação de profissionais competentes, vocês conseguirão realizar o sonho de um casamento inesquecível. Se tiverem alguma dúvida ou dicas para noivos, deixem aqui embaixo, na área de comentários!